Snow

Mensagem do Presidente


Arganil, o país e mundo enfrentam uma ameaça sem precedentes, que exigiu de nós e vai continuar a exigir a adoção de medidas extraordinárias, de comportamentos que nos tiram a normalidade dos dias e nos remetem para uma imprevisível realidade. Combater a pandemia de COVID-19 deve e tem de ser uma luta coletiva; do Governo, das autoridades de saúde, das autarquias, mas também de todos e cada um de nós.

E neste compromisso de prevenir a propagação do novo coronavírus contámos, desde logo, com o sentido cívico dos arganilenses. Ouviram e seguiram as recomendações das autoridades de saúde e os apelos da autarquia, e continuam a fazê-lo de forma exemplar. Estar ao lado dos arganilenses, ainda que à distância, e reajustar a resposta às suas necessidades, salvaguardando sempre o seu bem-estar, tem sido a principal preocupação da autarquia:
- Colocámos à disposição dos nossos cidadãos um conjunto de linhas telefónicas diretas para contacto com os serviços municipais, evitando que as pessoas tenham de fazer deslocações desnecessárias à rua;
- Prolongámos o prazo de pagamentos habitualmente realizados na autarquia até 30 de abril e suspendemos a fiscalização e o pagamento de estacionamento na via pública;
- Aplicámos a isenção de taxas de publicidade e de ocupação do espaço público a estabelecimentos de atividades de comércio, serviços e restauração durante os meses de abril, maio e junho;
- Esperando o melhor, mas preparados para o pior, instalámos na EB 2,3 de Arganil uma estruturas de acolhimento, com características de “hospital de campanha”, precavendo a dificuldade de resposta por parte do Serviço Nacional de Saúde:
- Através do serviço “Fique em Casa! Nós Fazemos Chegar”, prestamos auxílio às pessoas mais vulneráveis do concelho e sem apoio social de retaguarda que se encontrem em isolamento ou quarentena, fazendo-lhes chegar medicamentos, bens alimentares e de primeira necessidade;
- Lançámos a linha de apoio psicossocial “Estamos Consigo”, destinada a pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade social, de forma a minimizar o impacto negativo do atual problema de saúde pública;
- Em estreita articulação com as Juntas e Uniões de Freguesia, estamos a acompanhar o fluxo de pessoas que chegam às aldeias do concelho, assegurando de que cumprem o dever de recolhimento domiciliário;
- Mantemos o empréstimo domiciliário de livros nas bibliotecas municipais, com regras que asseguram a proteção de utilizadores e colaboradores da autarquia. Numa altura em se pede distanciamento social e isolamento, um livro pode ser a melhor forma de levar as pessoas a viajar sem sair de casa;
- Conscientes da importância da comodidade e segurança das pessoas numa altura de maior vulnerabilidade, procedemos à instalação de tendas junto às farmácias da vila de Arganil;
- Estamos a desenvolver uma bolsa de voluntariado para fazer face à eventual necessidade de substituição dos cuidadores das Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e Misericórdias do concelho e a proceder à aquisição de equipamento de proteção individual;
- Vamos reduzir em 50% a fatura da água, saneamento e resíduos sólidos durante os meses de março e abril, mantendo o tarifário doméstico mais baixo de todos os concelhos do distrito de Coimbra. Esta medida pretende aliviar o orçamento das famílias do concelho, numa altura em que o dever de recolhimento domiciliário imposto pela situação de pandemia leva, invariavelmente, ao aumento dos consumos e dos gastos familiares.

Todas as medidas já implementadas e todas as que venham a ser concretizadas, bem como todas as informações sobre a evolução da situação e as medidas nacionais e locais de apoio às famílias e empresas podem ser encontradas no microsite criado para o efeito.

O momento que atravessamos exige que sejamos cautelosos mas também pragmáticos e sensatos, assumindo com responsabilidade a incumbência e o compromisso de proteger e informar bem os arganilenses.

O desafio que nos é imposto é grande, requer firmeza e perseverança, mas estamos habituados a ser fortes e resilientes em momentos difíceis. Avançamos, por isso, confiantes na defesa da saúde pública e na luta pelo regresso da normalidade a Arganil, ao lado dos nossos munícipes.

Por si, pelos seus, pelos outros e por Arganil, proteja-se. Fique em casa, por agora.
Seja o melhor agente de saúde pública que conseguir.

O Presidente da Câmara Municipal,